19 Comentários em “Sessão de Terapia – Semana 1”

  1. Lu Monte

    Se eu fosse analisar essa primeira semana, chegaria às mesmas conclusões – e, como você, também vou acompanhar a nova semana inteira, pra ver como a coisa se desenvolve.

    (Realmente, não dá pra entender os elogios a Maria Fernanda Cândido.)

  2. Marcelle

    Olá!
    Concordo com vocês! Me agrada muito o formato de ser apenas meia hora e sem intervalos. A terapia de quinta-feira me deu até agonia. Já a de sexta-feira, foi muito reveladora e interessante. A atuação do ZéCarlos Machado e da Selma Egrei foi muito gostosa de assistir. Espero que a “Julia” e o “Breno” possam nos surpreender com algo novo nessa próxima semana.
    Boa semana para todos!

  3. Cleo

    Simone, acho que o problema é a “mornice” da Maria Fernanda que não consegue transmitir a emoção necessária. Mas em compensação a atuação da atriz da personagem Nina achei muito boa, até emocionante. Do casal tb gostei, dando até vontade de dar um chacoalhada no homem. Não entendo nada de psicologia mas achei graça do comportamento do Theo, perante sua supervisora Dora, repetindo todas as falhas visíveis de seis pacientes. No geral, estou gostando.

  4. vanessa

    Olá

    Gostaria de saber algum site que eu consiga ver todos os episodios ja queperdi todos. no aguardo obrigada

    1. Marcelle

      Olá! Peço lincença para a Simone em complementar a resposta dela com a seguinte informação:tem reprise de todos os episódios da semana em dois dias: sábado a partir das 22:00 e no domingo a partir das 18:50. Boa semana para todas! Bjs…

  5. Clarice

    Eu esperei meses pelo seriado, porém ando um tanto decepcionada e até mesmo incomodada. Sou psicologa clínica e fiquei me perguntando, porque a história como um todo está sendo contada com tanta agressividade? Parece uma guerra para ver quem se ataca mais… De um lado o paciente e do outro o psicologo enfiando “guela” abaixo possibilidades que seus pacientes ainda não estão preparados para escutar e talvez por isso estejam reagindo com tanta agressividade.Quinta feira realmente é a sessão que mais me instiga, gosto também da quarta feira… Acho que nesses dois dias existe uma demanda real, onde o público pode entender melhor os caminhos que estão sendo percorrido pelo Terapeuta Teo. Sexta é interessante, porém Teo se coloca no mesmo lugar que seus pacientes… ou seja atacando seu terapeuta. Entendo que as descobertas num processo terapeutico não precisa ser tão agressivas e muito menos no tempo do terapeuta e sim do cliente.
    abraços
    Clarice

  6. Saulo

    Bem, interessante as considerações de Clarice, porém o porque de tanta agressividade não pode ser entendido neste momento. O perfil das personagens foi criado dessa maneira. Na minha visão, demonstra muito o que vários clientes procuram em uma terapia. Respostas urgentes, pontuais e o terapeuta deve lidar com esse tipo de situação, que, avalio não ser incomum. Também sou psicólogo.
    ps: Gostei da dica do muu.tv. Não conhecia!

  7. Andressa

    Achei muito interessante a série. Confesso que surpreendi-me com a produção brasileira. Como não entendo muito de psicologia, aliás, sou uma leiga neste assunto, não posso falar muito sobre as situações de cada paciente. Devorei a primeira temporada em praticamente dois dias. Cheguei meio atrasada, e como não sou muito de ficar em frente à televisão, perdi a chamada da série.
    Abraço.

Leave a Reply