Supernatural: The Big Empty (13×04)

Quem disse que requentar trama antiga em algo bom? The Big Empty é um bom exemplo para provar que sim, é possível. Metamorfos? Já vimos antes. Dean e Sam brigando porque estão lidando de formas diferentes com a perda de alguém? Idem. Castiel tentando voltar à vida (nem sei se essa é a melhor expressão)? Idem.

Mas ao invés de eu me chatear com tudo isso apenas me senti em uma montanha russa de emoções.

Além disso, Dean, Sam e Jack funcionaram muito bem como “irmãos”. Eu fiquei feliz que Sam e Jack tenham logo conversado sobre tudo que ele ouviu. Sam realmente poderia ter contato sobre os acontecimentos do nascimento dele antes, mas a verdade é que ele, a despeito do tamanho, é um meninão e simplesmente já tinha o bastante para absorver. Só acho que ele deveria ter contado que o pai do garoto também está no “mundo invertido” para que essa informação não seja usada contra eles depois.

E fiquei mais feliz ainda quando Dean fala para Jack que ele mandou bem – aquele menino definitivamente precisa de reforço positivo.

O caso da semana acabou funcionando, a despeito de ter ligação ou não com a tal “trama da temporada” porque permitiu as interações entre os três, serviu para que o Sam falasse coisas para o Dean que ele estava segurando – sim, não é só o irmão mais velho que tem problemas para falar de seus sentimentos – e também para que Jack tivesse uma outra visão de si mesma.

Sim, ao dizer que monstros não são necessariamente ruins, a metamorfa falava de si própria, mas Jack precisava ouvir isso de alguém que não tinha outro interesse nele e que não estivesse envolvido diretamente com os acontecimentos de seu nascimento.

Agora, importante de verdade, para nós, são as poucas e rápidas cenas de Castiel lutando com outras versões dele em um imenso vazio, que dá nome ao episódio, para finalmente voltar a Terra. Eu não faço ideia do que aconteceu e espero uma boa explicação, mas enquanto isso eu vou apenas comemorar o retorno dele.

P.S. Acho natural que Dean se torne um pai como o dele foi, é o exemplo que ele teve, ainda que John tenha cometido muitos erros.

P.S. do P.S. É bem triste quando Dean fala que Sam precisa manter a fé pelos dois, uma confirmação de quão desesperado ele está.

P.S. do P.S. do P.S. Nem todo corpo queimado evita que o espírito volta, os meninos já deviam saber disso a esta altura.

Um Comentário em “Supernatural: The Big Empty (13×04)”

  1. Cleide

    Eu acho um show quando o Misha protagoniza diferentes versões do Castiel, ele é um ótimo ator !

    Esse trio de irmãos está valendo a pena de acompanhar, me emocionei com a metamorfa na pele da mãe dele, realmente foi um carrossel de emoções !

Leave a Reply