Absentia traz Stana Katic como agente do FBI desaparecida por 6 anos

Eu gostei tanto do episódio piloto de Absentia, que o Crackle está liberando para não assinantes assistirem até o final do mês, que eu quero mesmo que ele seja uma minissérie – ainda que no material de divulgação ela seja tratada como série, ele também cita que a história de Emily Byrne (Stana Katic, de Castle) será contado ao longo de 10 episódios.

Emily é uma agente do FBI dada como morta depois de desaparecida. Só que é encontrada em um cativeiro 6 anos depois, poucos dias depois de um homem ser condenado por seu assassinato.

Estes são os primeiros minutos do episódio piloto, cuja tensão te segura na cadeira até que ele acabe. Além dos efeitos de tanto tempo presa e torturada, Emily ainda precisa lidar com o fato de que seu marido tem uma nova esposa e que seu filho não lhe reconhece.

No primeiro momento, inclusive, ele está preocupado com o fato de sua “mãe” sofrer por conta do reaparecimento da agente.

Para piorar tudo, um corpo surge em um lago e seu DNA é encontrado sob as unhas da vítima, fazendo com que ela se torne suspeita ao invés de vítima.

Sim, passamos pelos clichês do formato: ainda que não pudesse, seu chefe deixa que ela participe da investigação de seu desaparecimento (ainda que ela não consiga nem andar direito e tenha medo de barulhos altos); ela de vez em quando apresenta um comportamento que faz com que todos desconfiem dela, inclusive nós; seu irmão e a nova esposa de seu marido tem reações um tanto estranhas, o que nos faz desconfiar deles também.

A maior surpresa para mim foi Stana. Quem me conhece de muito tempo sabe que eu não assistia Castle por causa dela e que, na verdade, eu nunca fui de elogiar o seu desempenho, mas ela realmente se saiu bem em seus primeiros minutos de tela, logo após ser resgatada.

E por que eu torço que seja uma minissérie? Porque a história despertou minha atenção e, eu acho, tem potencial para segurar o mistério nestes 10 episódios. Por outro lado, não tem substância o bastante para segurar mais temporadas – mas posso também estar errada, afinal tá aí Blindspot tendo vida longa, né?

Para assistir ao primeiro episódio, liberado para não assinantes até 30 de Novembro, é só acessar assiste.ai/AbsentiaNoCrackle (não é possível assistir diretamente nos aplicativos sem ser assinante).

O Crackle está disponível em todo o Brasil e para ter acesso ao serviço os consumidores devem assinar a plataforma pela sua operadora de TV por Assinatura. Os assinantes do serviço podem acessar o conteúdo em qualquer hora e lugar, por meio de apps para iOS e Android, ou também pela Apple TV 4, Chromecast e Smart TVs Sony, assim como pelo site www.crackle.com, que também traz todas as informações sobre assinaturas e conteúdo oferecido.

Os assinantes do Crackle também podem conferir na plataforma outras séries exclusivas, com elencos de peso e histórias ousadas e originais, como Snatch e a segunda temporada de Preacher. Sucessos como Nashville (indicada ao Emmy e ao Globo de Ouro), Criminal Minds, Hannibal e American Crime (premiada com o Emmy e indicada ao Globo de Ouro) também já estão disponíveis no serviço; além de filmes de grande bilheteria, como Homem de Ferro, O Espetacular Homem-Aranha, Piratas do Caribe e Ratatouille; e premiados, como os ganhadores do Oscar O Silêncio dos Inocentes, Juno e Blue Jasmine.

Um Comentário em “Absentia traz Stana Katic como agente do FBI desaparecida por 6 anos”

  1. Claudia Freitas

    Crackle tem no Net/Now. Enquanto lembrei de duas séries Homeland e Blindspot.

Leave a Reply