Supernatural: Lost and Found (13×01)

Uma temporada que começa com Nothing Else Matters tocando enquanto vemos a estrada até aqui só pode ser boa, não é mesmo? Ou pelo menos esse é um belo presságio, só precisamos que Nossa Senhora dos Seriados nos escute.

E começou bem: Lost And Found gastou um tempinho nos lembrando de tudo que aconteceu no final da temporada passada – e foi coisa para caramba – e gastou merecido tempo com o principal, ou seja, com os irmãos Winchesters que viram sua mãe partir para o “mundo invertido” com Lúcifer e perderam o melhor amigo, Castiel, e com Jack.

Se, ao ver o moço crescido, dei uma torcida de nariz para essa acelerada, isso logo passou. Primeiro porque a série não é comédia “dois solteirões e um bebê nefilin” e ia ficar meio estranho os dois enfrentando demônios com um bebê no colo, segundo porque quando Jack explica que não se manteve criança porque sua mãe o avisou que o mundo em que ele nasceria era muito perigoso.

E que Castiel é quem ia protegê-lo. Levanta a mão aí quem mais ficou esperando o guri salvar nosso anjo da morte, de novo? Estou até o momento completamente inconformada com a queima do Castiel porque ele tem que voltar. Simples assim e não estou nem aí para quem falar que não tem mais graça.

“Bilhete de ouro”, pois bem, foi assim que Jack foi chamado pelos anjos – que, vamos combinar, tornam cada dia mais difícil defendê-los e ficam cada dia mais parecidos com demônios – e isso significa que o menino pode fazer coisas acima dos poderes que temos agora em jogo. Não tenho dúvida que logo logo aparecerão outros interessados nele.

Agora, Dean esquece que Lúcifer, antes de tudo, era um anjo. Por esquecer disso ele simplesmente assume que Jack é do mal. Mais um motivo para Castiel estar por perto, já que é um dos poucos a quem o mais velho Winchester dá ouvidos. Acho que Jack apenas precisa ser levado pelo caminho certo.

E que ele abra logo a passagem pro lado de cá, ainda que vocês saibam que ao final da temporada passada eu já estivesse torcendo para que Mary batesse as botas.

P.S. Dean pedindo a Chuck/Deus que trouxesse de volta Cass, sua mãe e Crowley foi de partir o coração. Até chorei.

P.S. do P.S. Na verdade o Dean desse episódio foi todo de partir o coração. Ele nunca esteve tão sem esperança.

2 Comentários em “Supernatural: Lost and Found (13×01)”

  1. Cleide

    Juro que tinha comentado isso ….

    Que saudades desses meninos !!! Confesso que o Jack me agradou, ainda não estou convencida se ele é bom ou ruim, teremos muita história rolando pra decidir pra que lado ele vai.

    E como não adorar ver o Tio Lú azucrinando a vida da Mary no outro mundo, vou adorar esses dois !

Leave a Reply