Supernatural: The Future (12×19)

Vou começar tirando o bode da sala: se essa temporada tem um defeito ele não é novo, mas está especialmente marcante aqui. E esse defeito é a falta de continuidade, um episódio fala de Lúcifer, no seguinte ele é ignorado e falamos dos Homens das Letras, no seguinte nem uma coisa, nem outra, vamos ter um episódio totalmente independente, e então retomamos uma das tramas… E abandonamos na semana seguinte.

E isso me incomodou particularmente neste porque:

  1. Homens das Letras estão determinados a eliminar os meninos e os demais caçadores, colocam escutas no bunker. E então? Nada, não falamos mais deles, não os citamos, nem para mostrá-los ouvindo os meninos conversando, algum tipo de vigília e estávamos todos a espera do grande momento desta trama que promete desde o começo da temporada.
  2. Castiel e Kelly se mostraram uma das coisas mais interessantes desta temporada. E aí eu não entendo porque demoraram tanto para nos mostrar isso e morro de medo deles simplesmente não falarem mais disto no próximo episódio, já que Kelly e Castiel partiram sozinhos.

E, gente, eu quero muito saber que futuro é esse que o filho de Lúcifer mostrou para o Castiel.

Ao focar em Kelly e o bebê o roteiro nos apresenta uma “terceira via” totalmente esquecida por todos: sim, esse bebê é filho de Lúcifer, mas isso não significa que ele seja essencialmente ruim. Na verdade ele é o filho de um anjo e talvez seja o necessário para finalmente derrubar o anjo caído, já que até agora todos os planos falharam ao final.

Claro que tudo isso pode ser ilusão e o bebê apenas estar conduzindo Kelly e Castiel da forma que ele quer. Ainda assim, ao vê-lo ajudando Castiel a se defender de Dagon, ele fez um ótimo trabalho.

Um Comentário em “Supernatural: The Future (12×19)”

  1. Cleide

    Que dó !!! ver a morte do Colt foi a cena mais marcante, como fã da série sabemos o quanto a arma significa e ela está a tantos anos na série que já uma protagonista querida.

    Um minuto de silêncio …. RIP.

Leave a Reply