Bones: The Final Chapter: The New Tricks in the Old Dogs (12×03)

Não que este episódio de Bones tenha sido ruim, na verdade o roteiro foi bem redondinho, mas eu acabei ficando um tanto chateada pela lembrança do avô do Booth e do fato de que ele não ganhou uma despedida adequada na série. O avô do Booth sempre foi uma figura importante para o agente e todas as suas participações sempre foram queridas. Então, quando o ator que o interpretava (e interpretava o pai do Gibbs em NCIS) faleceu, Ralph Waite, eu realmente fiquei esperando por uma despedida a altura. Uma pena que ela nunca veio.

Um daqueles furos em Bones que a gente nunca vai perdoar, não é?

Então, já que Booth não teve a despedida que precisava, eu torci um pouco para que o óbvio não fosse a resposta para a morte do senhor que morava na clínica: assim que Booth descobriu o passado militar de Red Hudmore eu sabia que ele seria o assassino. Acho que eu fiquei pensando no fato que Booth perdeu o avô e perdeu Sweets e o irmão e que ele bem podia ter alguém para conversar, não é mesmo?

Bom, não foi dessa vez. Red era mesmo o assassino. Só não sei como ele fez para levar o corpo até o tal barril de ácido, ainda mais considerando a clavícula quebrada. Acho que nem os roteiristas sabiam, então preferiram fingir que ninguém ia perguntar isso.

E por desviar a gente teve a surpresa do fato do trambiqueiro ter se apaixonado e mostrado que ainda tinha um lado bom guardado. Gostei desse toque romântico.

Na verdade o romance estava no ar ao longo do episódio todo: Brennan e Booth começaram com a história da vasectomia – eu sei que pode parecer estranho a nós brasileiros que praticamos a religião de forma “bem solta”, mas para os católicos praticantes a questão da vasectomia é quase pecado -, Angela revelou que ela e Hodgins voltaram a ser o casal de antigamente e até mesmo Cam e Arastoo estão fazendo planos pós casamento.

E preciso dizer: Arastoo falando sobre adotar uma criança refugiada foi um dos grandes momentos da série nestes últimos tempos! <3

P.S. Aubrey, homem de Deus, volte para a junk food!

P.S. do P.S. O pessoal tirando uma com o tal advogado da companhia química me fez rir com gosto.

P.S. do P.S. do P.S. Acho que todos precisamos de um boneco para exorcizar demônios do passado e economizar na terapia, certo?

 

Leave a Reply