Bones: The Final Chapter: The Hope in the Horror (12×01)

Sim, chegamos a reta final de Bones – quantas vezes não pensamos em abandonar na metade do caminho, heim? -, os últimos doze episódios que tem  a pretensão de juntar pontas soltas e entregar um final satisfatório para uma série que já foi muito boa e que agora tem um roteiro que parece “correr atrás do próprio rabo”.

The Final Chapter: The Hope in the Horror abre a última temporada começando imediatamente após os acontecimentos do final da passada, quando descobrimos Zack como o assassino das marionetes e ele sequestra Brennan do laboratório.

Bom, o foco do roteiro foi duplo: mostrar o desespero de todos na busca pela localização de Brennan, questão resolvida quando eles não vêem Zack e Brennan nas imagens das câmeras das saídas do museu, e a estranha conversa de Zack para o lado da antropologista.

E como eu fiquei feliz com essa conversa estranha! Acho que todo fã da série sofreu bastante quando Zack foi revelado, anos atrás, um assassino. Voltei a isso no final da temporada passada, de novo inconformada com de novo um de nossos personagens favoritos sendo usado desta forma pelo roteiro.

Então, quando percebemos que Zack na verdade quer contar a Brennan que ele não é o assassino, eu fiquei feliz. Feliz e comecei a buscar o verdadeiro assassino entre as opções da vez, começando pelo doutor Brandon (se meteu com o Boreananz é ódio eterno, já vou avisando), indo até o doutor Mihir, que acabou se provando o doido da vez. Confesso que até desconfiei da Karen, cujo comportamento estava ainda mais estranho do que normalmente.

O que eu não esperava era a revelação de Zack de que nem mesmo o crime pelo qual ele foi condenado ele cometeu. Pronto, foi lançada a trama da temporada? O pessoal do Jeffersonian vai conseguir provar a inocência do amigo?

P.S. O episódio foi dirigido por Emily Deschanel.

P.S. do P.S. Achei lindo terem mencionado Sweets e mostrado que ele em momento algum abandonou o Zack. Saudades.

P.S. do P.S. do P.S. Zack não gosta do Booth? Desde quando? A não ser que minha memória esteja me pregando peças, não lembro de nada assim quando ele estava na equipe.

P.S. do  P.S. do P.S. do P.S. Poxa, achei muito triste a regressão do estado do Hodgins. Ainda que eu desde o começo tivesse preferido que ele não encontrasse nenhuma solução fácil para seu problema e ele nos mostrasse que ficar na cadeira de rodas não é o fim do mundo, já que entraram nessa coisa de tratamento alternativo e deram esperanças a todo mundo, bom, então que ficassem no mesmo curso.

Um Comentário em “Bones: The Final Chapter: The Hope in the Horror (12×01)”

  1. Cleide

    Confesso que fiquei chateada com essa bomba do Zack não ser o culpado, como assim ? fiquei anos e anos achando que ele era o criminoso maluco e não é nada disso ???

    E realmente acho que foi furada essa dos roteiristas (lembrando que é possível termos uma nova greve dos roteiristas) dizer que Zack e Booth não são amigos.

    Claro que na época fiquei super irritada em saber que Zach era culpado, fiquei em estado de negação por muito tempo mas como foram enfáticos na afirmação de culpa então deixei …. e agora irão limpar o nome dele … bom já que cheguei até aqui, a despeito de ter dito que não veria a série depois de terem matado o Sweets, vamos ver no que vai dar.

    A cara da Angela quando soube da história por trás do tratamento do Hodgins parecia que estava no funeral … levanta mulher !

Leave a Reply