Criminal Minds: Spencer (12×13)

“Não existe homens mais correto na Terra que aquele que sempre faz o certo e nunca peca.” – Ecclesiastes 7:20

Todos sentirão-se da mesma forma que eu enquanto víamos um acabado e sofrido Spencer atrás das grades e, pior, sem lembrar do que tinha feito ou o que lhe tinha acontecido? Imagine alguém que sempre sabe tudo, se lembra de tudo e imagine o desespero dele ao não entender o que está acontecendo.

E o sofrimento do restante da equipe não foi menor, afinal eles estavam tão ou mais perdidos que ele e desesperados para ajudar. No meio do caminho, Spencer sendo acusado de matar alguém deixou tudo ainda pior.

Tudo bem que ele “meio que fez por merecer”: que ideia é essa de atravessar a fronteira atrás de drogas não aprovadas para sua mãe e não avisar ninguém? Nem mesmo Garcia ou JJ? Tudo bem, Lewis acertou ao dizer que ele não estava tomando decisões com a cabeça, mas com o coração.

Que Spencer acabou, em seu desespero para ajudar a sua mãe, envolvido na trama de algum psicopata a gente sabe e sim, as chances de ser o senhor Scratch são enormes.  Só que podem ser tanta coisa que eu temo quando eles vão assim determinados em apenas um sentindo esquecendo de se limitar a procurar pelas evidências.

A participação de nossos amigos de Criminal Minds Beyond Borders não foi lá grande coisa, aqui entre nós. Se a ideia era usar os agentes em terreno estrangeiro pelo menos até aqui eles não foram muitos úteis, quem sabe no episódio de hoje.

“Existem tantas coisas frágeis no final das contas. Pessoas quebram tão facilmente. E assim é com sonhos e com corações.” – Neil Gaiman

Um Comentário em “Criminal Minds: Spencer (12×13)”

  1. Madalena

    É de cortar o coração. Ele não merece. Mas equipe é maravilhosa e vai dar tudo certo. 🙁

Leave a Reply