Supernatural: Family Feud (12×13)

Quão tola eu sou por acreditar que Rowenna realmente viu que o neto era uma boa pessoa e merecia fazer algo em que acreditava? Ao invés disso a nossa bruxa sempre bruxa apenas queria se vingar do filho pelo que ele fez com ela no passado. Bom, isso apenas significa que a Simone continua sendo aquela que espera mais das pessoas… Mesmo quando as pessoas são personagens bem maus de suas séries e livros favoritos – categoria mal da Rowenna, veja bem, porque existem aqueles personagens maus dos quais a gente apenas espera o sofrimento profundo, tipo a bruxa Dolores Umbridge de Harry Potter.

E não foi à toa o nome do episódio, não é verdade? Família Crowley e família Winchester, as duas tendo que lidar com seus problemas.

A primeira lidando com o fantasma da ex namorada de Gavin, a segunda lidando com a verdade sobre Mary – fiquei com a impressão de que nem Mary confia em si mesma e quando ela achou perigoso demais aonde estava indo com os ingleses, preferiu abrir o jogo com os filhos.

O episódio acabou com a ponta solta do filho de Crowley continuar vivo, ainda que a gente nunca tenha tido a oportunidade de ver os efeitos de sua sobrevivência na linha temporal. E ainda temos Mary fazendo o mesmo atualmente sem termos visto nada relacionado e com a moça se sentindo bem menos culpada do que o Gavin.

Ah, tem também a família do Lúcifer, que só cresce: além do demoninho que vai chegar – eu ri alto do trocadilho do roteiro – o primeiro rei dos infernos ainda pode contar com a ajuda de uma de suas “filhas primogênitas”. Eu quase falei irmã, mas como foi ele que criou, acho que é filha, não é?

Bom, nada mais normal do que Dagon cuidar do irmãozinho prestes a nascer, não é verdade?

P.S. Lembram, eu falei quando eles tiraram Lúcifer do presidente que eles não tinham como ter certeza de que ele tinha voltado para a jaula, não e? Pois titio Crowley não resistiu em ter uma vingança e algo me diz que ele vai pagar por não ter resistido a este desejo.

P.S. do P.S. A gente até cansou do fato do Lúcifer sem o grande vilão, mas como tem o Pellegrino… Quem liga, não é?

Um Comentário em “Supernatural: Family Feud (12×13)”

  1. Cleide

    E a volta de Mark Pellegrino para me alegrar !!! Só mesmo Supernatural para nos fazer fãs de um Rei do Inferno e do Demônio em pessoa.

    Mary só faz ca#$%@, até o Sam perdeu a motivação qd ela falou sobre os Homens de Letras, coitado ser torturado e a mãe nem ligar …. aff

Leave a Reply