Rosewood: Thorax, Thrombosis & Threesomes (1×18)

Não sei vocês, mas este episódio me causou um misto de emoções: se adorei a surpresa final de descobrir que o capitão e a mãe de Villa estão realmente juntos, fiquei bastante dividida com  nosso novo médico legista.

Gostei dele, é inegável que ele trouxe mais humor ao roteiro, apenas acho que é cedo demais, não faz tanto tempo assim que os personagens entraram em sintonia e na verdade ainda existem muitas histórias a serem exploradas – como a da família da TMI, por exemplo – antes que seja necessário esse tipo de acréscimo, sabem?

Se Thorax, Thrombosis & Threesomes foi divertido, talvez a tônica sendo repetida em todos os episódios se torne cansativa… Ou ela não será repetida e ele seja apenas mais um personagem “explorado pela metade”.

Além disso, vamos admitir: como é que o Rosie concluiu tudo aquilo a partir de um pedaço de orelha é algo que permanecerá um mistério para mim. Sim, ele poderia concluir que os dois brigaram no barco, mas daí a fazer toda aquela elucubração de que eles caíram na água e continuaram brigando e morreram por causa disso, bom, vamos dizer assim que depois de anos de CSI e Bones eu prefiro que as teorias sejam corroboradas por muitas, muitas provas.

Vamos dizer que eu gosto do fato dele ter uma intuição daquelas, mas foi um verdadeiro exagero aqui.

Finalmente: Cassie, TMI e Pippy. Um exemplo de história mal explorada pelo excesso de bolas sendo mantidas no ar. Achei bem legal a TMI tentando se aproximar da Cassie para incluir alguém que é importante para Pippy em sua vida, mas no conjunto a história foi bastante superficial.

Torcendo para melhorarem isso.

2 Comentários em “Rosewood: Thorax, Thrombosis & Threesomes (1×18)”

  1. Cleide

    Eu já gostei do novo médico legista, pra ser sincera eu adoro o Sam Huntington desde que ele foi o lobinho em Being Human US.

Leave a Reply