Rosewood: Silkworms y Silencio (1×17)

O clima deste episódio de Rosewood foi bem Passion En Silencio não é verdade? Não foi um grande episódio, eu e você sabemos disso, mas ele foi tão divertido com esse climão de romance mexicano, a presença da mãe de Villa e o sumiço do GTO que eu acho que valeu a pena.

Ah, sim, e teve a morte da atriz principal da novela para eles investigarem, mas isso acabou só sendo um detalhe que permitiu a aparição de Daisie na delegacia, por exemplo, e que acabou servindo como paralelo para a nova fase da relação de Rosie e Villa em que os dois estão convencidos de que é melhor manter a amizade que arriscá-la ficando juntos.

Na verdade eu diria que este é um episódio que ao ser revisto não perde nada da graça por conta das várias piadas, muitas delas no subtexto.

A única parte que realmente acabou me incomodando foi o avanço rápido da história de Rosie e Erica. Estou eu aqui, que gosto da atriz, sentindo que as coisas foram rápias demais e que a Erica definitivamente está sobrando. Pior, está forçando bastante a situação já colocando coisas suas por todo apartamento do patologista e fazendo esse jantar, sem inhames, para Donna.

As olhadelas da Donna merecem um destaque a parte, não é verdade?

P.S. Continuo torcendo pelo capitão e Daisie, viu?

P.S. do P.S. Adorei o apelido do GTO: The Yellow Queen. Melhor só o apelido que Daisie deu para o próprio Rosie: Hot Chocolate.

P.S. do P.S. do P.S. Se Rosewood e Villa não estão juntos, apesar dele ser quem tem namorada, é só culpa dela.

P.S. do P.S. do P.S. do P.S. Eu achei que o culpado era o vizinho estranho, no final das contas sem ele a gente não descobriria nunca o verdadeiro assassino.

Leave a Reply