Supernatural: First Blood (12×09)

Parafraseando aquela cantor carioca que as amigas adolescentes da minha filha adoram: 99% perfeito, mas tem aquele 1%…

Eu gostei muito do episódio, dos irmãos presos sem que conseguíssemos ver qualquer forma de escaparem  e então a surpresa dos dois parecendo mortos e então fugindo para a floresta e fazendo o pessoal da segurança nacional de bobo. Um episódio com clima do filme O Fugitivo – acabei de denunciar a minha idade, não é verdade?

Só que aí temos o tal 1%: primeiro envolver Billy e sua vontade de ver um Winchester morto como a solução fácil para a situação em que eles estavam – quem de nós não preferiria ver os Homens das Letras Britânicos mostrando o poder deles, do conhecimento e do dinheiro deles? – e depois recusando a solução óbvia, que seria Mary se sacrificar pelos filhos, e fazendo com que Castiel nos parecesse um louco sem controle.

Olha a cara de louco!

Sim, adoramos o retorno de Mary, principalmente por causa do Dean, mas se é para ela não se encaixar e querer ficar longe, preferiria que ela se sacrificasse pelo bem maior como eles dois já fizeram dezenas de vezes e fosse direto para o céu, ou para o lugar aonde John espera por ela.

Bom, pelo menos agora a gente sabe da onde vem a fama do senhor Ketch – ele é o homem da limpeza, certo?

Leave a Reply