NCIS New Orleans: Second Line (2×20)

Não sei vocês, mas essa reta final da segunda temporada de NCIS New Orleans anda me desanimando um pouco, como se os roteiristas tivessem ótimas ideias, mas na hora de colocar o papel eles ficassem meio confusos e não soubessem qual usar em cada episódio e ao juntá-las a coisa não acabasse tão bem como na cabeça deles.

Em Second Line, por exemplo, temos a ótima ideia do marinheiro que teria fingido a própria morte e que seu psicólogo teria desconfiado disso. Mas a gente também tem o Lasalle passando por um mal pedaço ao ter sido quase morto, tivemos o patologista que falsificou o atestado da morte, ele também envolvido na venda de itens roubados de cemitérios, e o ricaço que tinha perdido tudo e armou uma situação para ganhar dinheiro com isso. Era tanta coisa que eu não sabia mais o que esperar, mas não de uma boa maneira.

Ainda assim eles conseguiram colocar alguns bons momentos, eu sei. Pride e Lasalle, Loreta e o amigo patologista.. Só que contrabalançados com Lasalle e Percy cometendo o erro básico de não liberar a casa antes de mexerem nas coisas do “morto”, a ideia de que o patologista precisasse autenticar os ossos para que o tal anel fosse vendido, sendo que tudo era roubado, então não dá para autenticar algo roubado, né?

E toda a coisa do Lasalle quase ter sido morto? Hum, considerando que eles vivem sendo quase mortos, foi um tanto exagerado, né?

Dito tudo isso, preciso repetir: Eu simplesmente AMO New Orleans!! Se já amava antes agora, ao ver a forma como eles celebram a morte, fiquei amando mais. Uma forma que lembrou-me da forma como os mexicanos celebram e que eu acho tão bonita.

Leave a Reply