Leia o livro, assista a série: 11.22.63

O que você faria se tivesse a chance de impedir o assassinato do presidente Robert Kennedy?

Novembro 63Esta é a premissa do livro 11.22.63 de Stephen King, que no Brasil ganhou o nome de Novembro de 63: Jake Epping é um professor de inglês em uma pequena cidade do Maine que, após o divórcio, não vê muitos motivos para continuar onde está e recebe uma estranha proposta de Al, o dono da lanchonete que frequenta todos os dias e que cobra preços absurdamente baixos por seus lanches.

Caso aceite esta proposta, Jake atravessará uma porta que o levará ao início dos anos 60. Deverá, então, investigar se Lee Harvey Oswald realmente foi o assassino do presidente e se cometeu o assassinato sozinho ou como parte de uma conspiração. Caso conclua que Oswald agiu sozinho, Jake deverá matá-lo antes que ele chegue ao depósito de livros em Dallas.

O livro, que passou a integrar a minha lista de favoritos para vida entre as primeiras colocações, é do tipo que você não consegue largar. King é extremamente feliz ao retratar os anos sessenta e, mais que isso, retratar as reações que uma pessoa do tempo atual teria ao viajar ao passado. O fascínio pelo “sabor” de antigamente, o mil shake, as garotas de saia rodada, os homens elegantemente vestidos, e a decepção em perceber que nem tudo era cor de rosa, o preconceito e o racismo sendo praticados a luz do dia sem a miníma timidez.

Jake será movido inicialmente pela vontade de fazer algo realmente importante, mas não resistirá a ideia de corrigir outras injustiças, como a infância brutal do faxineiro da escola em que ele leciona, que viu o próprio pai acabar com sua família, ou impedir algumas outras mortes.

Ele também precisa lembrar que cada vez que volta ao presente e entra pela porta novamente, todas as mudanças que fez são apagadas.

Entre as dificuldades de se adaptar a este mundo ao qual não pertence e ter de investigar a vida de Oswald sem chamar a atenção para si próprio, Jake aprenderá que existe uma força maior, que podemos chamar de destino, e que esta força maior quer que as coisas aconteçam da forma como foram escritas. Esta força pode tentar te matar… Ou pode lhe dar uma tremenda diarreia naquele dia em que você tem um compromisso que não pode perder.

E esta força ganha ainda mais importância na adaptação do livro para a minissérie 11.22.63, produzida pelo serviço de streaming Hulu. Inédita no Brasil, a adaptação foi produzida por J. J. Abrams (Lost, Person of Interest), com roteiro de Bridget Carpenter (Friday Night Lights, The Red Road) e tem James Franco no papel principal.

Ainda inédita no Brasil, a minissérie está sendo lançada em DVD pela Warner Home Video.

Com um total de nove episódios a minissérie perde parte do que eu mais gostei no livro – justamente as muitas páginas gastas por King para nos mostrar como seria se qualquer um de nós fosse jogado no passado – mas é fiel na transposição dos personagens de uma mídia para outra e tem cenas deliciosas.

Como eu disse, a força do destino ganha importância redobrada na minissérie, o que significa que Jake enfrenta ainda mais dificuldades para realizar suas tarefas. A eliminação dos detalhes do passado, que representam mais ou menos o primeiro terço do livro, também faz com que mergulhemos mais rapidamente na relação que Jake acaba por criar com Oswald.

Um novo personagem acaba por acompanhar Jake em sua missão e cabe a ele, muitas vezes, assumir as vozes dos personagens com que Jake teria contato em sua viagem entre o Maine e o Texas no livro.

Franco carrega bem o papel de Jake, sua frustração e depressão no presente sendo substituídas, aos poucos, por um novo senso de propósito e um novo impulso para se manter vivo. Principalmente, a série não muda o final que temos no livro e, como os leitores de King já aprenderam, isso significa que nem sempre podemos ter um final realmente feliz.

A despeito das mudanças recomendo tanto o livro quanto a série. São duas visões do tema que valem a visita.

 

Um Comentário em “Leia o livro, assista a série: 11.22.63”

  1. Destaques na TV – terça 1/novembro - Só Seriados de TV

    […] curioso? Aqui tem o texto do blog comparando série e livro e dizendo que vale a pena você dar uma […]

Leave a Reply