Grey’s Anatomy: Thriller (10×7)

E aí que a coisa anda tão assim com Grey’s que o que você faz quando se enrola um tiquinho? Deixa pra lá o texto, porque é sacrifício demais ficar digitando no iPad no meio da noite só para garantir que ele saia quando precisa. E olha que o episódio não foi de todo ruim.

Grey's Anatomy: Thriller (10x7)

Acho que, na verdade, eu me empolgo mais quando uma série está bem ruim, mas bem ruim mesmo, e eu posso ficar tirando uma de seus personagens e acontecimentos. Melhor ainda quando ela está tão boa que você termina de assistir ao episódio já pensando no que vai falar dele 0 já assistiram Orphan Black? Genteeeee, eita coisa boa! -, o duro é quando a coisa não está nem lá nem cá e as coisas até acontecem, mas não é nada assim de “aaaahhhh”.

Por exemplo: Cristina e Meredith. A Cristina falou o que não devia, a Meredith disse o que pensava do que ela falou. Para manter a sanidade esta, além disso, seguiu com sua vida e planejou seu ano com o seu marido, que é com quem ela tinha de planejar mesmo. E aí esqueceu de avisar a Cristina da festa de Halloween das crianças. Poxa, para quem acha que foco é tudo festa de Halloween com crianças com certeza não figura no topo de sua lista de prioridades, então é bem normal eu, você e a Meredith não lembrarmos de convidá-la.

Além disso, e isso só me veio a cabeça por causa do biquinho dela, levantar a bandeira do “mas eu amo as suas crianças” depois de não se oferecer para absolutamente nada enquanto a Meredith estava tentando descobrir como ia dar conta de tudo não funciona. E olha que quando era só a Zola ela me parecia bem mais presente – e a gente sabe que a ausência tem a ver com o processo da saída da personagem e aí a gente fica mais p da vida ainda porque parece que para Shonda ou você sai morto ou sai brigado com todo mundo.

Outro afetado pela saída é o Owen, que a gente já odiou, depois gostou, depois odiou, depois gostou. Até a atriz dizer “bye bye – so long – farewell” eles caminhavam para acertar as coisas, aí vamos separá-los para não ter de matá-lo, aí vamos fazer ele já embarcar num novo namoro fácil fácil e sem a mínima coerência e, no episódio seguinte, o deixar com dúvidas a respeito. Olha, eu acho que deve ter ator que quer colocar o nome da Shonda na boca do sapo.

O que mais? Hummm, teve a Sininho muito bonitinha fazendo as pazes com o Alex que passou o episódio todo de bico – e é claro que agora que ele vai deixar o assunto de lado o pai vai reaparecer, escreve aí – e Richard arrasando como professor. Ah, e teve a Arizona continuando a fazer merda com a Murphy.

Esqueci de algo?

P.S. Sim, esqueci: que raio de doença que aquela guria teve que só se pega aqui no Brasil minha gente?

P.S. do P.S. Não gosto do Ross, não adianta aumentaram o papel dele, tá?

2 Comentários em “Grey’s Anatomy: Thriller (10×7)”

  1. Camila Nere

    Simone atualmente o Ross é o personagem mais odiado de Grey’s. Não conheço ninguém que gosta do personagem.

Leave a Reply